ISP lança ferramenta para monitorar dados sobre acidentes no trânsito no estado do Rio


20/09/2021 08:16h

ISPTrânsito mostra que, com exceção dos homicídios culposos, houve queda expressiva nos principais delitos no período de pandemia

Para marcar a Semana Nacional do Trânsito 2021, o Instituto de Segurança Pública lança o ISPTrânsito, nesta segunda-feira (20/09). A ferramenta, que ficará hospedada em www.isp.rj.gov.br, facilitará a pesquisa e acompanhamento dos delitos que ocorrem nas ruas e estradas do estado do Rio de Janeiro. Com gráficos, mapas e tabelas dinâmicas, a plataforma possibilita a consulta de cidades e ruas com maior número de acidentes, por exemplo. Como a pandemia do coronavírus modificou completamente a curva de registros de delitos de trânsito, os primeiros dados disponibilizados fazem uma comparação entre os anos de 2019 e 2020 e também contrapõem os períodos de março de 2019 a fevereiro de 2020 e de março de 2020 - quando teve início o isolamento social - a fevereiro de 2021. 

Com a menor circulação de pessoas nas ruas por causa do coronavírus, o estado do Rio registrou queda de mais de 35% nos acidentes de trânsito de março de 2020 a fevereiro de 2021 na comparação com o período anterior. O delito de lesão corporal culposa caiu quase 40% e o de condução de veículo embriagado ou sob efeito de drogas teve decréscimo de mais de 27%. Apesar da redução expressiva dos registros de acidentes, o número de homicídios culposos se manteve praticamente estável, apresentando queda de pouco mais de 2%.

Os homens foram vítimas de quase 75% dos acidentes e de 82% dos homicídios culposos que aconteceram no trânsito no período pandêmico, que se iniciou em março de 2020. Pessoas com idades entre 30 e 59 anos representaram mais de 48% das vítimas fatais e metade dos acidentados no estado.

Sobre a divisão espacial dos delitos, os municípios do Rio de Janeiro, Niterói, Nova Iguaçu, São Gonçalo e Duque de Caxias ocupam as primeiras cinco posições no ranking dos que registraram mais acidentes de trânsito no período da pandemia. No interior do estado, Campos aparece em primeiro lugar, seguido por Araruama, Petrópolis, Teresópolis e Volta Redonda.

Especificamente na capital, três avenidas se destacam no número de registros de acidentes: Avenida Brasil, Avenida das Américas e Avenida Dom Hélder Câmara. Já no caso dos homicídios culposos, a Avenida Brasil continua aparecendo em primeiro lugar, mas vem seguida da Avenida Cesário de Melo e da Avenida Santa Cruz.

- O site do ISP é uma ferramenta de pesquisa utilizada por muitos profissionais, estudantes e também por governos. Ao criar esse painel específico para trânsito, a nossa ideia foi facilitar a consulta aos principais delitos que acontecem nas ruas do estado e dar mais transparência a esses dados. Da mesma forma, queremos que a população tenha a dimensão do problema e entenda a necessidade de tornarmos o trânsito um local mais seguro para todos - afirma a diretora-presidente do ISP, Marcela Ortiz.



Assessoria de Imprensa do Instituto de Segurança Pública – ISP
Karina Nascimento - Tel: 2332-9690/ 98165-4291 / Suzane Lima - (21) 98662-4453
e-mail: knascimento.isp@gmail.com / suzane.isp@gmail.com / imprensaisp@gmail.com
www.isp.rj.gov.br

Visitantes: 517416
INSTITUTO DE SEGURANÇA PÚBLICA: Avenida Presidente Vargas, nº 817 - 16º andar - Centro CEP: 20.071-004 - Rio de Janeiro/RJ
Chefia de Gabinete - 2332-9709 / Comunicação Social 2332-9690 / Conselhos Comunitários de Segurança - CCS - 2332-9648 / 9693
Horário de Funcionamento do Protocolo: 09:00 às 17:00 horas
Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados